domingo, 8 de agosto de 2010

Crónicas de Moçambique: Caminhada em Mitucué

Finalmente tivemos notícias dos livros, começaram a viagem de camião em Maputo na Terça-Feira passada e de Nampula para Cuamba vieram de comboio. O José vai buscá-los à estação e leva-los para o ESAM.

Partimos cedo para Mitucué com o Pe Park, (Sul-Coreano) onde celebrou uma eucaristia em macua e fez doze baptizados. O local é muito bonito, era a missão mãe de Cuamba, sobre o ponto de vista religioso era a mais importante na altura porque Cuamba era uma comunidade pequena. Neste momento está abandonada porque depois da revolução foi nacionalizada, tendo sido entregue recentemente à Consolata.

A igreja é uma pequena preciosidade a necessitar urgentemente de obras.

Quanto a cerimónia, as cores, a alegria e a simpatia das pessoas deixaram-nos sem palavras.

Fomos de jipe até à Central Eléctrica onde fizemos um piquenique, seguido de uma caminhada montanha acima durante uma hora até à Barragem de Mitucué. A paisagem é deslumbrante mas foi duro de subir e descer também não foi fácil.

Regressamos a Cuamba e depois do jantar estávamos liquidados.

Amanhã espera-nos um dia de trabalho árduo.

Sem comentários:

Publicar um comentário