quarta-feira, 18 de abril de 2012

Testemunho de uma irmã jovem em Timor

Feliz e Santa Pascoa 2012! Citando uma mensagem de Boas Festas Pascais que uma amiga, a Alexandra nos enviou: “o Aleluia Pascal! Que ressoa na Igreja, exprime a exultação silenciosa do universo e sobretudo o anseio de cada alma humana aberta sinceramente a Deus, mais ainda, agradecida pela Infinita bondade, beleza e verdade!” Papa Bento XVI.

Esta mensagem fez-nos sentir numa profunda unidade à nossa Igreja Universal, digo mais fez-nos sentir por momentos completamente juntas a todos vós que celebrais a Pascoa em Portugal e em todos os lugares do nosso mundo com quem partilho estas minhas mensagens, um misterioso sentimento pascal!

Também as muitas mensagens das comunidades, algumas que vinham no word, imprimimos e colocámos num placard feito de Tai, sim porque temos uma impressora que funciona muito bem para o efeito, e outras vimos em comum no power point, e outras em pequenos filmes, todas nos tocarem e queremos agradecer de todo o coração a cada um e cada uma por todo o vosso carinho pascal!

Depois da Festiva e Feliz celebração de Domingo de Pascoa, aqui em Memo, decidimos, celebração de forma natural e comunitária, tratámos de preparar o almoço, melhor,  a cozinheira cá do sitio, a ir. Olívia e descemos as nossas montanhas ao longo de 1hora e meia até à “nossa” praia mais próxima, bem perto da fronteira com a Indonésia, desta vez bem me custou percorrer esta descida, já era um pouco tarde, final da manhã, tínhamos nos deitado tarde por causa da vigília pascal, e então o cansaço também nos atingiu um pouco para fazermos esta pequena viagem de 50km, mas lá chegámos! Uma praia só pra nós com agua bem quentinha do Oceano Pacifico que fez as nossas delicias nesta Pascoa de 2012! Percorri aquela praia durante horas e comtemplei o que apenas havia: o Mar, as nuvens no céu azul, o areal liso nuns bocados e  noutros cheio de diferentes seixos, pedras e lindas conchas gigantes, as quais trouxe duas que poderão ver nas imagens. A ir. Olívia ficou sentada num belo tronco junto à beira mar a estudar o tétum num manual, eu claro não posso estar quieta, maquina na mão e pronta para andar e ver tudo o que conseguir alcançar, uma irrequieta!





O ponto mais interessante logicamente, foi o nosso almoço, em cima dum tronco de uma arvore montámos o nosso festim pascal e comemos muito bem, graças a Deus, cerveja “Sagres” com o nome de Tinger, foi a nossa bebida fresquinha! Bem bom podem acreditar! Vejam as imagens!

De regresso a casa, recebemos alguns amáveis telefonemas com as saudações pascais, e apreciámos a beleza do entardecer sobre as montanhas e as nuvens, que algumas quase pareciam um vulcão em erupção, fenómenos da Mãe Natureza, o pôr-do-sol, daqui da nossa porta é também algo belíssimo, que partilho convosco.
Quero desejar-vos um feliz tempo Pascal,
Vivam felizes nesta certeza de que o Senhor Jesus Cristo, está realmente vivo e presente no nosso coração que pulsa e nos faz ter uma esperança dum tempo feliz e com sentido!
Um abraço a todos e todas e a cada um e a cada uma!
Ir. Cristina Macrino.

Sem comentários:

Publicar um comentário