segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

A ALVD EM ASSEMBLEIA ANUAL


O dia 5 de Janeiro de 2013 foi um dia extremamente cansativo, mas produtivo e gratificante.
A Direção da ALVD reuniu no Seminário de Alfragide de manhã, seguindo-se a Assembleia Geral da parte da tarde e, para abrir o apetite para o jantar, a Direção ainda continuou a trabalhar um pouco mais.

Feita uma pequena oração, lida a ata da reunião anterior, focámo-nos na leitura e aprovação da carta de responsabilidades, onde a partir deste dia ficam bem definidas os direitos e deveres do voluntário perante a Associação, as entidades envolvidas nos projetos de missão e vice-versa.

Esta carta resultou de um intenso trabalho de reflexão sobre várias experiências na execução de projetos anteriores e ainda de diversas contribuições dadas por vários voluntários ao longo de algum tempo  e sempre lideradas pelo Padre Adérito Barbosa.

Esta carta de responsabilidades vai funcionar como um regulamento interno para os voluntários, assim como para os seus coordenadores orientarem a sua conduta tendo sempre em vista o projeto de missão para o qual se prepararam sem desviarem a sua atenção para projetos pessoais.

Ficou bem claro que é muito importante que os voluntários devem respeitar a instituição que lhes permite partir em missão e simultaneamente respeitar as entidades que os acolhem, numa palavra devem ter uma conduta Cristã e Dehoniana.

Falamos também sobre as atividades realizadas e as que estão a decorrer e para não sermos exaustivos, gostaríamos de dar ênfase à campanha do contentor que há-de levar os livros para o Niassa em Moçambique.

A campanha está a decorrer lindamente mas ainda falta amealharmos algum dinheiro para concretizarmos este sonho mas com o trabalho de todos os voluntários, os amigos da ALVD e da organização de um mega almoço a realizar em Famalicão a 2 de fevereiro próximo, estamos convictos que este sonho se transformará numa realidade concreta.

Por último, gostaríamos de salientar que definimos dois tipos de vínculo à ALVD: um, o de voluntário com uma quota simbólica anual; outro, o de amigo da ALVD que deverá contribuir de forma espontânea.

Para formalizar esta iniciativa, será enviada uma carta convite a todos aqueles que já estiveram ou estão em missão assim como aos que contribuem voluntariamente para o êxito das mesmas.

Um apelo final para todos os que nos lêem e para os seus amigos divulguem o mais possível esta notícias, pois a nossa base de dados é muito incipiente, mas com a colaboração de toda esta grande família vamos conseguir...

No fim de um dia tão preenchido ficamos com uma sensação boa de trabalho feito mas por outro lado a noção do muito que ainda há por fazer, ou seja, o espírito de voluntário a vir ao de cima: uma vez voluntário, sempre voluntário...

Eduardo e Maria

Sem comentários:

Publicar um comentário